KLAYDOM - Osvaldo Magalhães
Tendo iniciado a sua actividade profissional como técnico de fisioterapia, o professor, músico e coreógrafo Osvaldo Magalhães descobre o ensino em 2002, no curso de formação de professores de dança ministrado por William Mark e mais tarde em 2008, com Kevin Scholle. Em 2002 começa a ensinar hip hop no centro de juventude de Flamenga.

De Outubro de 2003 a Agosto de 2004, é Campeão Nacional de Hip Hop. Em Fevereiro de 2002 participa no filme O Crime do Padre Amaro como dançarino; nesse mesmo ano, actua no Coliseu dos Recreios.com o grupo 12 Macacos. Um ano depois, participa no videoclip do Grupo Guardião do Subsolo e vence o Concurso Open Fitness e Hip Hop com o grupo Fórmula Armada, do qual é membro fundador.

Actuou em vários clubes e discotecas. Junto com Elsa Sham's, dançarina oriental, criaram o grupo Korma Company, que dança coreografias baseadas na mistura de Dança Oriental e Hip Hop. Osvaldo é também cantor, conhecido como Klaydom.

A par destas participações, Osvaldo manteve sempre a sua actividade como professor, passando pela Associação Raízes de África, pelo Cem, pelo Ginásio Atlantis, pelo Ginásio do Barreiro, pelo Ginásio Best e, finalmente, pelo Ateneu Comercial, na Escola 1001 Danças. Em Outubro de 2009 participou como formador no workshop de hip hop integrado no seminário Jovens: Linhas de orientação, Redes de Protecção, em Angra do Heroísmo.

LINKS  Música e Performance
http://www.myspace.com/klaydom
http://www.facebook.com/Klaydom
LINKS Aulas
http://www.myspace.com/klaydomschool 

Hip-Hop

O Hip-Hop nasceu nos subúrbios de Nova Iorque entre as décadas de 1960 e 1970. As populações, imigrantes do Caribe, principalmente da Jamaica, enfrentavam diversos problemas de ordem social e era na rua que os jovens encontravam o único espaço de lazer. Geralmente entravam num sistema de gangues, os quais se confrontavam de maneira violenta na luta pelo domínio territorial.
Neste contexto, nasceram diferentes manifestações artísticas de rua, formas próprias de se fazer música, dança, poesia e pintura. Os gangues foram encontrando nestas novas formas de arte uma maneira de canalizar a violência em que viviam submersas. Passaram a frequentar festas e a competir com passos de dança e não mais com armas. Estas “batalhas” geralmente são realizadas em uma cipher - um espaço de dança circular que se forma naturalmente quando a dança começa. Os movimentos são improvisados no momento (freestyle).

O hip hop é uma dança em constante evolução onde se inclui uma grande variedade de estilos, nomeadamente Breaking, R&B, Locking, Ragga, Popping, Pop, Funk, Electric Boogie, Krump, Wave, NewStyle, Krumping, entre outros.

  

Crie um site gratuito com o Yola.